Ode de amor à Pitanga

Homenagem a Li Bai (701-762)

A pitangueira é árvore do sertão.

Ela resiste à seca e à besteira,

mas não ao facão e à poeira.

Dá ao tuim comida, sombra e abrigo.

Seu alegre fruto, a pitanga,

é a cor encarnada

da língua guarani.

Pitangueira, eu te amo.

Não posso viver sem ti.

António Paixão on EmailAntónio Paixão on Facebook
António Paixão
ESCRITOR
António Paixão é um desgraçado jornalista permanentemente desempregado. É um velhote neurastênico, comunista de carteirinha, mas com uma cultura eclética e pouca disposição para brigar, porque procura, mas sem sucesso, ser simpático. Como todo jornalista, António Paixão não funciona sem álcool, pois é uma pessoa pouco confiável por muitas razões, dentre as quais por ser do sexo masculino, carioca e torcedor do Botafogo. Em São Paulo, torce pelo Corinthians e, em Portugal, pelo Vila Real. Julguem.